resenhas

Resenha: Mil dias em Veneza, de Marlena de Blasi

14:37

Nome: Mil dias em Veneza
Autor: Marlena de Blasi
Páginas: 232
Editora: Sextante
Síntese: Este livro pode parecer um conto de fadas, mas é uma história de amor verídica – o amor entre uma mulher e um homem, o amor pela comida e o amor por uma cidade.
Por muito tempo, Marlena de Blasi resistiu a ir a Veneza. Até que, em 1989, seu trabalho como chef e crítica gastronômica tornou impossível continuar adiando a viagem. Assim que pôs os pés na cidade, ela ficou completamente seduzida. Seu encantamento foi tão grande que decidiu voltar todos os anos.
Desde aquela primeira visita, Marlena sempre tinha a sensação de que estava indo a um encontro. Em 1993, o encontro finalmente aconteceu. Ela almoçava com amigos quando um garçom se aproximou e lhe disse que havia uma ligação para ela. Do outro lado da linha estava Fernando, um veneziano que, um ano antes, vira Marlena passeando pela Piazza San Marco e se apaixonara à primeira vista.
Alguns meses depois, Marlena largava toda a sua vida nos Estados Unidos e se mudava para Veneza, para se casar com o “estranho”, como costumava chamar Fernando.Ele não falava quase nada de inglês. O italiano dela se resumia a algumas palavras relacionadas a comida. Ele abrira mão de seus sonhos e levava uma vida monótona e previsível. Ela era mestre em recomeçar e se reinventar. Ele gostava de tudo muito simples, inclusive as refeições. Ela adorava cozinhar pratos elaborados.À medida que eles superam essas diferenças e Marlena vai se familiarizando com as peculiaridades da cultura veneziana, os leitores são presenteados com uma descrição deliciosa e às vezes cômica de duas pessoas de meia-idade que, apesar de tudo, conseguem criar uma relação maravilhosa.Em Mil dias em Veneza, Marlena evoca vividamente as imagens, os sons e os aromas de uma das cidades mais românticas do mundo e divide com os leitores as receitas que estiveram presentes em alguns dos momentos mais importantes de sua vida.Alguns trechos do livro são inspiradores, Marlena reflete sobre mudanças de um jeito sereno e ao mesmo tempo corajoso – embora nem sempre faça sentido com suas próprias atitudes. Verdadeiros insights foram anotados no meu caderninho de capa vermelha. Outros trechos, em compensação, conseguem ser absolutamente enfadonhos. Exercício de força de vontade para evitar a “leitura dinâmica” e o salto direto por diversas páginas.Talvez o ponto seja apenas este, a autora passa tanto tempo tentando explicar porquê está abrindo mão disto, disso e daquilo, tantas páginas demonstrando sua abnegação em prol do “momento difícil” pelo qual seu amado está passando, que a impressão que tive é de que ela precisava, acima de tudo, convencer a si mesma. Fico feliz que no final as coisas tenham dado certo para Marlena e Fernando, que eles tenham encontrado o equilíbrio e estejam juntos até hoje, vivendo nos lugares mais lindos da Itália.

Resenha: Marlena de Blasi, americana de meia idade, trabalhava como crítica de gastronomia e jornalista, era chef e sócia de um café e já tinha dois filhos adultos quando conheceu um “estranho” durante uma de suas viagens de costume anuais a Veneza. Poucos meses depois vendeu tudo e se mudou para a Itália a fim de se casar com o "estranho" e iniciar uma nova fase. Mil Dias em Veneza é o relato da reviravolta na vida da autora e de sua adaptação ao cotidiano de uma cidade pela qual é completamente apaixonada. 
Marlena transforma um lindo romance em um guia turístico e talvez um livro de gastronomia, que acaba com a visão de ser um romance "meloso" nos cantos de Veneza.
Pode se dizer que a leitura se tornou pouco maçante, com parágrafos intermináveis que não me levou a lugar nenhum. Terminei o livro com a sensação de que não tirei nada útil para minha vida, além de uma historia bonita e encantadora, receitas que nunca farei e descrições de uma bela cidade.
Confesso que ao saber dos costumes, fiquei mais louca para me encontrar com Veneza. Fiz esta leitura em julho de 2013 e ainda não me esqueci de nenhum detalhe, vale a pena ler e se apaixonar ainda mais por Paris/Veneza.

                                          
 


Você pode gostar também:

6 comentários

  1. Nossa,parece ser ótimo!

    Estou seguindo,se puder seguir de volta,agradeço.
    andressaalobo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia este livro, mas parece ser uma ótima leitura!

    Beijos,
    http://algoadefinir.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode se dizer que sim, seguindo teu blog! ♡ ♡

      Excluir
  3. Olá, indiquei seu blog numa tag http://coisasdegabiz.blogspot.com.br/2014/01/selo-liebster-award.html
    Confira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Thaís confesso que sempre tive o pé atrás com esse livro, mas essa parte que vc falou das descrições sobre o lugar e tudo mas realmente me deixou curiosa. Quem sabe um dia me aventure por suas páginas!!! A capa é linda. Gostei da sua opinião viu!!! Bjos e te espero lá no blog!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi! Eu estava com vontade de ler o livro até chegar a parte em que você diz que o ele não acrescentou nada na sua vida. Não gosto de livros assim :/
    Beijos,

    Letícia
    http://www.odomdaescrita.com.br/

    ResponderExcluir